Às vésperas de iniciar os trabalhos da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) para investigar as irregularidades cometidas pela concessionária Águas […]

Vereador Rodrigo Guedes cobra redução da tarifa de esgoto em Manaus

Às vésperas de iniciar os trabalhos da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) para investigar as irregularidades cometidas pela concessionária Águas de Manaus, o vereador Rodrigo Guedes (Republicanos) apresentou diversos questionamentos que devem ser feitos durante as investigações e afirmou que o prefeito de Manaus, David Almeida é conivente com as irregularidades.

O anúncio da CPI para investigar a concessionária Águas de Manaus foi feito no dia 15 de fevereiro.  A Comissão busca investigar as práticas abusivas cometidas pela empresa.

Entre as práticas investigadas estão as cobranças irregulares da taxa de esgoto em áreas onde não há prestação do serviço, suspensão de serviços sem observação legal, reajuste abusivo da taxa de esgoto, recapeamento precário em áreas onde foi realizado serviços pela empresa, destruição, sem recomposição de calçadas para obras pela empresa, interrupções abruptas no serviço de fornecimento de água em residências, qualidade da água fornecida ao consumidor, continuados rompimentos de adutoras causando prejuízos aos cidadãos, entre outras.

Guedes acredita que a CPI vai garantir respostas à população sobre o desserviço realizado pela Águas de Manaus e cobrar que a Prefeitura rompa o contrato com a concessionária.

“O prefeito de Manaus, David Almeida está sendo conivente com as irregularidades da Águas de Manaus. Em dois anos e meio de mandato, o Prefeito não moveu uma palha para reduzir a cobrança da taxa de esgoto, no início de sua gestão, o Prefeito garantiu que ia declarar guerra contra a Águas de Manaus, mas nada aconteceu, a concessionária continua fazendo o que quer com a população. E eu acredito que a CPI tem a responsabilidade de levar respostas a população e cobrar que soluções sejam todas”, declarou o vereador.

Com informações: – Assessoria de Comunicação do vereador

 

Deixe um comentário