O Oscar é o maior prêmio do cinema mundial. A premiação já acontece há 93 anos e premia os melhores […]

Por que o Oscar geralmente ignora os filmes de terror?

O Oscar é o maior prêmio do cinema mundial. A premiação já acontece há 93 anos e premia os melhores filmes, de todas as categorias que envolvem o cinema. A cerimônia é uma das mais midiáticas do mundo e a premiação mais antiga. De acordo com a Enciclopédia Novo Mundo, é estimado que mais de um bilhão de pessoas assistem à premiação ao vivo ou gravada todos os anos.

Por mais que, em teoria, os melhores sejam indicados e o melhor leve a estatueta para casa, o Oscar parece não levar todos os tipos de filmes em consideração. Os fãs de filmes de terror já perceberam que as produções desse gênero não aparecem entre os indicados. O pior de tudo é que essa não consideração não é uma coisa recente.

Desde que o Oscar foi criado, em 1929, somente 18 filmes de terror foram indicados nas categorias da premiação. O prêmio mais importante da noite é o de Melhor Filme, e nessa categoria em específico, somente seis filmes de terror foram indicados na história. E desses seis indicados, somente um foi o vencedor, que foi “O Silêncio dos Inocentes”.

Os outros títulos que foram indicados a essa categoria, mas não levaram o prêmio, foram “O Exorcista” (1973), “Tubarão” (1975), “O Sexto Sentido” (1999), “Cisne Negro” (2010) e “Corra!” (2017).

Oscar e filmes de terror

Mesmo que as produções do gênero sejam ignoradas pela Academia, não existe nada no regulamento do Oscar especificamente sobre os filmes de terror. Ou seja, não existem restrições ou distinções. Por isso que tudo leva a crer que seja uma coisa comportamental ou cultural da Academia.

Além disso, todos sabem que por mais que gerem curiosidade nas pessoas, as produções de terror não são tão populares quando comparadas com dramas, comédias ou filmes de ação. Por isso que, teoricamente, o Oscar “privilegiaria” esse outros gêneros que têm um alcance e uma aceitação maior.

Isso não é somente uma ideia jogada ao vento. Grandes nomes da indústria do entretenimento também pensam da mesma forma. A lenda do terror, Stephen King, falou sobre o assunto. Em 2019, ele usou seu Twitter e falou sobre a atriz Florence Pugh não ter recebido uma indicação ao Oscar por sua atuação no filme “Midsommar” (2019). No tweet, ele fez questão de dizer que “o terror ainda é considerado um gênero periférico”.

Além desse ponto, também existe a teoria de que o Oscar preza pelo “prestígio”. Nesse caso, referindo-se a narrativas emocionantes e grandiosas, por exemplo, como as mostradas nos filmes de dramas. Talvez na cabeça da Academia, isso não seria visto nos filmes de terror que, geralmente, são mais para o lado chocante e assustador.

Por isso que indicar filmes de terror não iria condizer com a cultura que o Oscar cultiva desde que foi fundado, que é a de celebrar filmes que tenham um determinado “calibre”.

Indicados

Com relação aos filmes de terror, já fazem seis anos desde que um foi indicado. Desde 2017, nenhum outro filme do gênero apareceu entre as indicações. Contudo, os amantes de cinema ainda acompanham a cerimônia e existem aqueles que gostam de ver todos os filmes indicados. A Academia divulgou essa semana a lista dos indicados ao Oscar desse ano, veja abaixo.

MELHOR FILME

MELHOR DIREÇÃO

MELHOR ATOR

MELHOR ATRIZ

MELHOR ATOR COADJUVANTE

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

MELHOR FOTOGRAFIA

MELHOR TRILHA SONORA

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

MELHOR EDIÇÃO

MELHOR FIGURINO

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

MELHOR CABELO & MAQUIAGEM

MELHOR SOM

MELHORES EFEITOS VISUAIS

MELHOR ANIMAÇÃO EM LONGA METRAGEM

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA METRAGEM

MELHOR CURTA METRAGEM EM LIVE-ACTION

MELHOR FILME INTERNACIONAL

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM LONGA METRAGEM

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM

Fonte: Tecmundo, Omelete

Imagens: Darkflix, Cinepop

Deixe um comentário