O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de reunião, nesta sexta-feira (8), com o presidente eleito da Argentina, Javier Milei. O […]

Javier Milei, Gilson Machado Neto e Jair Bolsonaro, em Buenos Aires

Bolsonaro e aliados participam de reunião com Javier Milei, antes da cerimônia de posse

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de reunião, nesta sexta-feira (8), com o presidente eleito da Argentina, Javier Milei. O ex-chefe de Estado brasileiro foi com sua comitiva para o país vizinho na quinta-feira (7), incluindo o seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL).

Bolsonaro está na Argentina para a cerimônia de posse de Milei, que ocorre no próximo domingo (10). Embora tenha sido acompanhado por uma extensa comitiva de aliados, apenas alguns deles puderam participar do encontro reservado com o futuro presidente argentino.

O vídeo divulgado sobre a reunião mostra Bolsonaro e Milei acompanhados pelo ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten, por Eduardo, e pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto. A ex-candidata à Presidência da Argentina Patricia Bullrich, indicada por Milei para assumir a pasta da Segurança, também integrou o encontro.

Bolsonaro recebeu os convites oficiais para a cerimônia de posse na segunda-feira (4). O argentino, desta forma, manteve o convite que fez diretamente ao ex-presidente logo após ser eleito.

Antes do embarque, os advogados do ex-presidente enviaram uma petição ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes para informá-lo que o ex-presidente viajaria. Em maio, quando determinou uma ação de busca e apreensão na casa de Bolsonaro, o magistrado ordenou a retenção de seu passaporte.

O documento, no entanto, não foi levado pelos policiais e está em poder do ex-presidente. Para viajar à Argentina, Bolsonaro não necessita do passaporte. É possível entrar no país com a carteira de identidade (RG) do Brasil.

“Em atenção às investigações em curso e com profundo respeito a este juízo, o peticionário [Jair Bolsonaro] vem aos autos informar que estará temporariamente ausente do país no período compreendido entre os dias 7 e 11 de dezembro”, disse a petição.

A petição foi assinada pelos advogados Paulo Bueno, Daniel Bettamio Tesser, Fabio Wajngarten, Saulo Segall, Thais de Vasconcelos Guimarães, Clayton Soares e Bianca Lima.

“A ausência se dará em razão de viagem a Buenos Aires, onde participará da cerimônia de posse de Javier Milei na Presidência da Argentina, a convite do próprio presidente eleito”, afirmou ainda.

*Com informações: Em Tempo

Deixe um comentário