A Justiça condenou à prisão os dois homens que tatuaram a testa de um adolescente com a frase “Eu sou […]

Homens que tatuaram testa de adolescente são condenados à prisão

A Justiça condenou à prisão os dois homens que tatuaram a testa de um adolescente com a frase “Eu sou ladrão e vacilão” no ano passado. Segundo a sentença da 5ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, no ABC, eles foram condenados pelos crimes de lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 28, e o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 30, cumprirão pena em regime semiaberto. Eles foram sentenciados, respectivamente, a três anos e quatro meses e três anos e 11 meses.

Maycon e Ronildo estavam presos desde junho. Em julho do ano passado, o STJ negou o último pedido da defesa de Ronildo. Na sentença, o juiz da 5ª Vara Criminal também negou aos réus o direito de recorrer em liberdade. O processo corre em segredo de Justiça.

O caso aconteceu em 9 de junho, no centro de São Bernardo do Campo. Consta na denúncia do Ministério Público que a vítima entrou na pensão onde moram os dois acusados e mexeu numa bicicleta. O tatuador presumiu que o jovem estivesse tentando roubá-la e, com a ajuda do pedreiro, o levou para um cômodo, onde teve a testa tatuada. O jovem ainda foi obrigado a fazer um vídeo, confessando que tentou roubar a bicicleta e dizendo que gostou da tatuagem.

Em entrevista, o adolescente negou que estava tentando roubar a bicicleta. Após a repercussão do caso, foi feita uma campanha de arrecadação virtual para a remoção da marca, além de ofertas da doação da cirurgia por clínicas privadas e da prefeitura de São Bernardo do Campo.

*Fonte: O Globo

Deixe um comentário